quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

TÍTULOS E CONDECORAÇÕES DO GRANDE ORIENTE DO BRASIL - 01


AOS MAÇONS DO GOB




Os títulos e condecorações maçônicas no âmbito do Grande Oriente do Brasil são regulados pela Lei nº 0088 de 21 de setembro de 2006, com o título de “Regimento de Recompensas”.

O Grande Oriente do Brasil agracia os serviços prestados às Lojas, por Maçons do GOB, vivos ou falecidos, Potências coirmãs, Maçons de Potências coirmãs e ainda, os prestados por pessoas físicas ou jurídicas, não integrantes da Ordem Maçônica, segundo os termos da Constituição Federal.


O pedido de concessão dos títulos e condecorações são de iniciativa de Maçons do GOB, das Lojas, dos Grandes Orientes Estaduais e do Distrito Federal, do Conselho Federal, dos Tribunais Superiores por deliberação de seus respectivos plenários e da Mesa Diretora da Assembléia Federal Legislativa. O pedido é dirigido ao Grão-Mestre Geral que encaminha para a Comissão de Mérito Maçônico, a qual faz o exame e da o parecer sobre o pedido.

A seguir, alguns dos títulos concedidos a Maçons do GOB:


BENEMÉRITO DA ORDEM – GOB


Fará jus ao Título de “Benemérito da Ordem” o Maçom que tenha, no mínimo, vinte e cinco anos de efetiva atividade ou quinze anos de atividade e prestado relevantes e excepcionais serviços à Ordem, à Pátria ou à Humanidade, a juízo da Comissão de Mérito Maçônico.




GRANDE BENEMÉRITO DA ORDEM – GOB


Fará jus ao Título de “Grande Benemérito da Ordem” o Maçom portador do Título de “Benemérito da Ordem” que tenha, no mínimo, trinta anos de efetiva atividade ou de vinte anos de atividade e prestado relevantes e excepcionais serviços à Ordem, à Pátria ou à Humanidade, a juízo da Comissão de Mérito Maçônico.




ESTRELA DA DISTINÇÃO MAÇÔNICA – GOB


Fará jus ao Título de “Estrela da Distinção Maçônica” o Maçom portador do Título de “Grande Benemérito da Ordem” que tenha, no mínimo, trinta e cinco anos de efetiva atividade ou vinte e cinco anos de atividade e prestado relevantes e excepcionais serviços à Ordem, à Pátria ou à Humanidade, a juízo da Comissão de Mérito Maçônico.




CRUZ DA PERFEIÇÃO MAÇÔNICA – GOB


Fará jus ao Título de “Cruz da Perfeição Maçônica” o Maçom portador do Título de “Estrela da Distinção Maçônica” que tenha, no mínimo, quarenta anos de efetiva atividade ou trinta anos de atividade e prestado relevantes e excepcionais serviços à Ordem, à Pátria ou à Humanidade, a juízo da Comissão de Mérito Maçônico.




COMENDA DA ORDEM DO MÉRITO D. PEDRO I – GOB



Para a concessão a Maçom da “Comenda da Ordem do Mérito de D. Pedro I”, é necessário que o mesmo já seja possuidor do Título da “Cruz da Perfeição Maçônica” e tenha, no mínimo, cinqüenta anos de efetiva atividade ou trinta e cinco anos de atividade e prestado relevantes e excepcionais serviços à Ordem, à Pátria ou à Humanidade, a juízo da Comissão de Mérito Maçônico.

Esta condecoração somente será concedida por decisão do Grão-Mestre Geral.

Quando da concessão desta Comenda, o Grão-Mestre Geral baixará ato regulando a solenidade e demais detalhes concernentes ao acontecimento, que deverá ter a maior divulgação possível, tanto no meio maçônico universal, quanto no meio profano, especialmente junto às autoridades constituídas do País.





ANEXO: MEDALHA 190 ANOS DO GOB


No ano de 2012 foram comemorados os 190 anos do GOB, pelo que foi confeccionada Medalha e Diploma alusivos, concedidos a Lojas e Maçons que prestaram relevantes serviços à Potência.


Nenhum comentário:

Postar um comentário